Vaga para Desenvolvedor TR01/2021

O projeto Brazil Data Cube está buscando dois profissionais com formação em Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciência da Computação, ou áreas afins, para trabalhar como desenvolvedor no projeto em colaboração com os profissionais de Computação Aplicada, Geoinformática e Sensoriamento Remoto e outros profissionais e bolsistas do instituto.

O profissional irá trabalhar com os cubos de dados de imagens de sensoriamento remoto que estão sendo gerados pelo projeto para propor modelos de classificação de uso e cobertura da terra, entre outras atividades relacionadas.

Entre as qualificações necessárias estão: ensino superior e mestrado nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Ciência da Computação, experiência em aprendizado de máquina, análise de séries temporais, classificação de uso e cobertura da terra e desejável Doutorado em Sensoriamento Remoto, Geociências, Computação Aplicada ou correlatas.

Os currículos deverão ser encaminhados até o dia 18/01/2020.

Acesse Termo de Referência para mais detalhes.

Novo versão do Portal Data Cube Explorer

A equipe do projeto Brazil Data Cube anuncia o lançamento da nova versão do Portal Data Cube Explorer.

Através dessa aplicação, ainda experimental, estamos disponibilizando acesso às coleções de imagens utilizadas no projeto e os cubos de dados que produzimos:

Cubos de Dados (ARD):

    • CBERS-4 AWFI, para todo o Brasil, com resolução espacial de 64 metros e composição temporal de 16 dias, no período de 01/01/2016 a 11/08/2020.
    • CBERS-4 MUX, para os biomas Cerrado, Amazônia e Pantanal, com resolução espacial de 20 metros e composição temporal 01 mês, no período de 01/01/2017 a 31/12/2019.
    • Landsat-8 OLI, para os biomas Cerrado, Amazônia, Pantanal, Caatinga, parte da Mata Atlântica, com resolução espacial de 30 metros e composição temporal 16 dias, no período de 12/08/2016 a 27/08/2020.
    • Sentinel-2 (A e B), parte do bioma Cerrado e áreas prioritárias da Amazônia, com resolução espacial de 10 metros e composição temporal 16 dias, no período de 01/2017 a 12/2019.

Coleções – Reflectância Superfície:

    • Landsat-8 OLI: todo território
    • Sentinel-2 (A e B): áreas Cerrado e Amazônia
    • CBERS-4 MUX: dados disponibilizados pelo LabISA e Vitor Martins para todo  Brasil.

Coleções – DN e TOA:

    • Landsat-8 OLI, Sentinel-2 (A e B)*

Coleções com classificações experimentais geradas através de métodos de Aprendizagem de Máquina em áreas de estudo na Bahia, Goiás, Mato Grosso, a partir dos cubos de dados mencionados acima.

Algumas inovações contidas neste portal:

  • Possibilidade de visualização das imagens em resolução plena em tempo real, com ajuste de contraste;
  • Controle temporal para visualização dos dados;
  • Possibilidade de comparação de imagens em diferentes datas;
  • Metadados das coleções e links para documentação;
  • Projeto do sistema baseado numa arquitetura de serviços;

Ressaltamos que os dados apresentados nessa aplicação também podem ser acessados através de scripts de programação (Python e R, por exemplo). Alunos da PG-SER e PG-CAP já estão usando as bibliotecas clientes desenvolvidas no projeto em ambiente de computação interativa, como Jupyter Notebooks.

Estamos planejando um workshop em 2021 com sessões dedicadas ao uso dos dados e das ferramentas produzidas.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube.

rstac: um pacote R cliente para STAC desenvolvido pela equipe BDC

A equipe do Brazil Data Cube desenvolveu um pacote R chamado rstac, que é um cliente do STAC (SpatioTemporal Asset Catalog). Ele fornece funções para acessar, pesquisar e baixar dados espaço-temporais de observação da Terra via STAC. Este pacote suporta a versão 0.8.1 ou superior da especificação STAC.

Este pacote está publicado no CRAN.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube.

Artigo sobre o projeto Brazil Data Cube

O artigo “Earth Observation Data Cubes for Brazil: Requirements, Methodology and Products” foi publicado na revista Remote Sensing como parte da edição especial State-of-the-Art Remote Sensing in South America e está disponível online em: https://www.mdpi.com/2072-4292/12/24/4033.

Veja mais publicações do projeto Brazil Data Cube em: http://brazildatacube.org/pt/artigos/.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube

Equipe do Projeto Brazil Data Cube participou do Simpósio de Geoinformática – GEOINFO 2020

A equipe do projeto Brazil Data Cube participou do XXI Brazilian Symposium on Geoinformatics – GEOINFO 2020, que foi realizado de forma remota entre os dias 31 de novembro a 03 de dezembro de 2020. O GEOINFO é um evento científico anual que explora a pesquisa, o desenvolvimento e as aplicações inovadoras sobre a ciência da informação geográfica e áreas correlatas.

Nesse evento, alguns membros da equipe do BDC apresentaram seus trabalhos relacionados ao projeto.

Na sessão técnica 8, no dia 2 de dezembro, Felipe Carlos, aluno de mestrado, junto com Vitor Gomes, aluno de doutorado, apresentaram o trabalho “Integração dos ambientes Brazil Data Cube e Open Data Cube” de autoria com Gilberto Queiroz, Karine Ferreira, Rafael Santos.

Na mesma sessão, Felipe Lucena apresentou o trabalho “Brazil Data Cube Cloud Coverage (BDC³) Viewer” de sua autoria com Elton Vicente Escobar-Silva, Rennan de Freitas Bezerra Marujo, Matheus Cavassan Zaglia, Lubia Vinhas, Karine Reis Ferreira, Gilberto Ribeiro de Queiroz.

O evento recebeu também o Prof. Dr. Gregory Giuliani, do Instituto de Ciências Ambientais, da Universidade de Genebra, Suíça, com a palestra “Big Data for Big Challenges: The Swiss Data Cube for Environmental Monitoring”.

Em breve, os anais estarão disponíveis na página do GEOINFO.

Fonte: Brazil Data Cube Project