Nova publicação da equipe do Brazil Data Cube em colaboração com a University of Twente

A equipe do projeto BDC, em colaboração com pesquisadores da Faculdade de Ciências da Geoinformação e Observação da Terra (ITC) da Universidade de Twente, Holanda, acaba de publicar um artigo na Remote Sensing.

O artigo intitulado “Identifying Spatiotemporal Patterns in Land Use and Cover Samples from Satellite Image Time Series” apresenta um método para melhorar as amostras de uso e cobertura do solo inferindo subclasses por meio de informações fenológicas, espectrais e espaço-temporais fornecidas por séries temporais de imagens de satélite.

Acesse a publicação aqui.

Para ver outras publicações da equipe do BDC, acesse http://brazildatacube.org/papers/.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube.

Methodology ST patterns

Equipe do Brazil Data Cube apresentou um estudo de caso no primeiro Webinar GEO Knowledge Hub (GKH).

A equipe do projeto Brazil Data Cube (BDC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apresentou um estudo de caso no primeiro webinar do GEO Knowledge Hub (GKH).

O evento foi organizado pelo Grupo de Observações da Terra (GEO) e realizado virtualmente no dia 24 de fevereiro de 2021.

O título do estudo de caso é “Classificação do uso e cobertura do solo no bioma Cerrado brasileiro usando o Cubo de Dados do Brasil”.

Veja a gravação do webinar aqui.

Veja mais vídeos sobre o Projeto Cubo de Dados Brasil: canal do BDC no Youtube.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube Project

Webinars GEO-INPE sobre o Sistema de monitoramento florestal brasileiro

O Grupo de Observação da Terra (GEO) está hospedando uma série de webinars descrevendo o Sistema de monitoramento da Amazônia Brasileira, as ferramentas utilizadas e os recentes avançados tecnológicos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Os webinars abordarão os seguintes tópicos:

  • Sistema PRODES: História, operação, disseminação e uso de dados.
  • Sistema DETER: História, operação, disseminação e uso de dados.
  • Software TerraAmazon para monitoramento florestal, avanços atuais e planos futuros dos sistemas de monitoramento do INPE.
  • Projeto Brazil Data Cube: inovação para automatizar a produção de dados de uso e cobertura da terra utilizando grande volume de dados de observação da Terra e métodos de aprendizado de máquina.

Acesse GEO-INPE Webinars para mais informações e inscrição.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube/GEO.

Novo versão do Portal Data Cube Explorer

A equipe do projeto Brazil Data Cube anuncia o lançamento da nova versão do Portal Data Cube Explorer.

Através dessa aplicação, ainda experimental, estamos disponibilizando acesso às coleções de imagens utilizadas no projeto e os cubos de dados que produzimos:

Cubos de Dados (ARD):

    • CBERS-4 AWFI, para todo o Brasil, com resolução espacial de 64 metros e composição temporal de 16 dias, no período de 01/01/2016 a 11/08/2020.
    • CBERS-4 MUX, para os biomas Cerrado, Amazônia e Pantanal, com resolução espacial de 20 metros e composição temporal 01 mês, no período de 01/01/2017 a 31/12/2019.
    • Landsat-8 OLI, para os biomas Cerrado, Amazônia, Pantanal, Caatinga, parte da Mata Atlântica, com resolução espacial de 30 metros e composição temporal 16 dias, no período de 12/08/2016 a 27/08/2020.
    • Sentinel-2 (A e B), parte do bioma Cerrado e áreas prioritárias da Amazônia, com resolução espacial de 10 metros e composição temporal 16 dias, no período de 01/2017 a 12/2019.

Coleções – Reflectância Superfície:

    • Landsat-8 OLI: todo território
    • Sentinel-2 (A e B): áreas Cerrado e Amazônia
    • CBERS-4 MUX: dados disponibilizados pelo LabISA e Vitor Martins para todo  Brasil.

Coleções – DN e TOA:

    • Landsat-8 OLI, Sentinel-2 (A e B)*

Coleções com classificações experimentais geradas através de métodos de Aprendizagem de Máquina em áreas de estudo na Bahia, Goiás, Mato Grosso, a partir dos cubos de dados mencionados acima.

Algumas inovações contidas neste portal:

  • Possibilidade de visualização das imagens em resolução plena em tempo real, com ajuste de contraste;
  • Controle temporal para visualização dos dados;
  • Possibilidade de comparação de imagens em diferentes datas;
  • Metadados das coleções e links para documentação;
  • Projeto do sistema baseado numa arquitetura de serviços;

Ressaltamos que os dados apresentados nessa aplicação também podem ser acessados através de scripts de programação (Python e R, por exemplo). Alunos da PG-SER e PG-CAP já estão usando as bibliotecas clientes desenvolvidas no projeto em ambiente de computação interativa, como Jupyter Notebooks.

Estamos planejando um workshop em 2021 com sessões dedicadas ao uso dos dados e das ferramentas produzidas.

Fonte: Projeto Brazil Data Cube.